sábado, 24 de setembro de 2011

Cartas Para Julieta


“Cartas para Julieta” é um filme sobre o tempo. Uma coisa que se misturada com distância resulta em saudade.

Sophie (Amanda Seyfried) viaja para a Itália em uma “pré-lua-de-mel” com seu noivo, que não está tão interessado assim em ter uma viagem romântica com ela. Em Verona, a cidade protagonista do romance mais famoso de todos os tempos, “Romeu e Julieta”, Sophie conhece as “secretárias de Julieta”, que recebem cartas de mulheres apaixonadas e as respondem com conselhos e votos de felicidade. Interessada no trabalho das mulheres, Sophie acaba descobrindo uma carta enviada há cinquenta anos que não tinha sido respondida. Ela resolve respondê-la e acaba conhecendo Clair, a mulher que a escreveu. As duas então embarcam em uma busca para encontrar o antigo amor de Clair e contam com a ajuda de seu neto, Charlie. A princípio, Sophie e Charlie tem suas divergências, mas acabam descobrindo que um sentimento forte está nascendo entre eles.

Todo a história pode ser sintetizada em uma única frase, que é clichê e bobinha, mas que se você parar pra analisar, ela diz muita coisa: “nunca é tarde para amar”.

Amar no sentido de dizer o que você está sentindo. Tem coisa mais egoísta que amar alguém e não dizer isso à pessoa? Amor é um sentimento que precisa ser compartilhado, mesmo que não seja correspondido. Acho que esse é o propósito do amor.

E o mais legal do filme é que Clair e Sophie não desistem desse propósito e ensinam pra gente que não é o tempo, nem a distância, e nem os dois juntos combinados, que são capazes de fazer a gente desistir de quem a gente gosta de verdade.

Acho que a gente pode expandir o tema do filme e avaliar toda essa coisa de tempo e distância pensando não só por quem a gente se apaixona, mas também em todos os níveis de relacionamento. A gente sente falta de um parente, de um amigo... E o que faz a gente não desistir deles é porque sabemos que mesmo longe e mesmo depois de muito tempo sem se ver, eles desejam que a gente esteja bem.

“Cartas para Julieta” é dirigido por Gary Winick, o mesmo de “Noivas em Guerra” e “De Repente 30”. A trilha sonora conta com “Love Story”, da Taylor Swift, e “You Got Me”, da Colbie Caillat. Deu pra sentir o clima romântico e fofo, não é?
Sophie: Can you move?
Charlie: Only my lips.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...