domingo, 10 de junho de 2012

O sol e o céu


Eu gosto do sol. Não gosto da nuvem. Nem do inverno. Nem da chuva. Eu gosto do calor.

Pisei no concreto da rua sem esperar alguma coisa, mas era o sol que, mesmo fraquinho, me fez agradecer por estar ali comigo.

As nuvens estavam lá, vilãs daquele dia que podia ser bonito. Querendo acabar com o calor do sol e com o meu calor também. Ameacei a tirar o casaco e o sol fugiu. Ou será que as nuvens que, brincando de pega-pega, resolveram aprisioná-lo? A brincadeira começou a ficar legal de novo, porque o sol me disse: “Está na hora de tirar o casaco”.

Molhei a sola do sapato com a poça d'água formada no dia anterior. O sol prontamente se ofereceu: “Não se preocupe. Eu seco pra você”.

O vento atrapalhou meu cabelo e meu vestido enroscou na minha perna. Percebi que algo estava errado. De longe, olhei para o céu que estava triste de novo, sem seu amigo sol e com as nuvens invejosas que, do seu lado, bradavam: "Se não for agora, vai ser depois".

Tristonho, o sol saiu de cena e deixou o céu. Me deixou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...